Iluminação de Parques, Pandemias e construção de espaços de recreio

Durante a primeira metade de 2020, grande parte do mundo suspendeu a vida quotidiana e entrou em confinamento. Embora as medidas de quarentena variassem muito de país para país, praticamente todas elas levaram as pessoas a explorar áreas próximas de casa enquanto caminhavam ou faziam ciclismo para o seu exercício diário. Os habitantes das cidades, em particular, tiraram partido dos parques locais, utilizando espaços verdes urbanos de formas que nunca tinham considerado antes.
Como podem as cidades continuar esta tendência e assegurar que os parques continuam a atrair as pessoas à medida que o mundo se ajusta ao novo normal?

Mesmo antes da pandemia, as cidades apercebiam-se de que os parques e espaços verdes eram subutilizados. Paris abriu alguns dos seus principais parques 24 horas por dia desde 2016, para oferecer uma pausa do calor do Verão. Cidades como Seul há muito que reconhecem o valor da vida noturna em espaços verdes. Para aproveitar ao máximo os parques, praças e florestas urbanas, a iluminação pode ser um investimento sábio - particularmente em cidades onde a noite chega no início do Inverno, ou uma alta densidade populacional significa que muitas pessoas dependem dos parques para passear no exterior.

 

Criar Espaços, Contar Histórias

À medida que as cidades procuram preservar os aspetos positivos do confinamento - melhor qualidade do ar, maior utilização da bicicleta e um novo papel dos parques como centro social, compreendem que isso significa repensar a forma como utilizamos estes espaços.

Em termos de iluminação nos parques, gostaria de ver a utilização da luz como um meio mais criativo que também influencia funções como o distanciamento social. A luz cria limites - é uma ferramenta efémera, mas eficaz, para criar espaços, e definir a sensibilidade e as atmosferas.

Leni Schwendinger - International Nighttime Design Initiative
Leni Schwendinger
Director - International Nighttime Design Initiative

O famoso designer de iluminação é diretor do International Nighttime Design Initiative, um instituto de investigação e do programa NightSeeing™, que envolve os cidadãos e as partes interessadas da cidade para aumentar a sensibilização para a luz e a sombra, nos ambientes noturnos da cidade.

O design equilibrado cria padrões de luz distintos para uma grande diversidade de espaços, tais como áreas de conservação da vida selvagem, zonas para atividades desportivas e esconderijos românticos, bem como marcando claramente caminhos e perigos.

Todos os diferentes tipos de atividades que se pretende ter num parque podem ser sublinhados e encorajados pela conversão para fontes de luz LED inteligentes, permitindo controlos de iluminação. A luz como uma ferramenta construtora molda os espaços através de gradientes e cores diferentes de luz, torna os limites distintos.

Leni Schwendinger - International Nighttime Design Initiative
Leni Schwendinger
Director - International Nighttime Design Initiative

Iluminação de Parques, Soluções vencedoras

A cidade de Swidnica, na Polónia, é o lar da Igreja da Paz, um dos maiores edifícios eclesiásticos barrocos com estrutura de madeira da Europa, que consta da Lista do Património Mundial da UNESCO. Decidida a fazer mais com os seus espaços verdes, em 2017 a cidade investiu em nova iluminação para o centenário Parque Central, transformando-o num vibrante espaço aberto, focado na comunidade, com passeios panorâmicos, espaços lúdicos e zonas de relaxamento. 

Como parte da renovação, era essencial que o parque fosse um espaço público seguro e acolhedor após o pôr-do-sol. A Schréder elaborou um desenho global que respeita as normas, ao mesmo tempo que cria diferentes áreas para atividades diversas. Isso facilita a exploração do parque e evita uma abordagem de "cobertor" para o grande espaço ajardinado.

Schréder provided a holistic lighting solution to renovate the 100-year old Central Park in Swidnica which won a prize from the Polish Lighting Industry Association

A luminária Pilzeo ilumina todos os caminhos principais: instaladas em colunas cónicas castanhas, integram discretamente o cenário natural para fornecer uma luz branca e suave que oferece cores nítidas, reforçando a sensação de segurança das pessoas ao mesmo tempo que elimina a poluição luminosa e o desperdício de luz causado pelas luminárias antigas.

Para um toque pessoal, as pérgulas do parque são iluminadas por projetores Terra Midi e Trasso, criando espaços acolhedores para escapar ao zumbido da cidade, admirar as vistas e contemplar os céus à noite.

Esta intervenção na iluminação ganhou o prémio de "Melhor Investimento em Iluminação em 2018" num concurso organizado pela Associação Polaca da Indústria da Iluminação para reconhecer investimentos que aumentem a segurança pública e a segurança rodoviária ou que reforcem a atratividade e realcem as vantagens das cidades e municípios ou de objetos arquitetónicos individuais.

A Comissão elogiou a forma como a iluminação tornou o parque mais atrativo também após o anoitecer, bem como deu uma avaliação muito positiva à forma como os espaços recreativos em toda a Swidnica são iluminados.
 

Iluminar Investimentos Verdes, Cidadãos mais Saudáveis

Um passeio no parque com amigos e familiares é uma bela forma de passar o tempo com benefícios quantificáveis. Em junho de 2020, a Parks Alliance publicou o relatório 'Making Parks Count', que analisa os argumentos comerciais para investir em parques no Reino Unido. Este relatório indica que anualmente os parques em Inglaterra proporcionam mais de 6,6 mil milhões de libras esterlinas de benefícios para a saúde, alterações climáticas e custos ambientais, e valem 140 libras por ano a cada residente urbano. Por cada libra gasta em parques em Inglaterra, estima-se que são geradas £7 em valor adicional para a saúde e bem-estar e para o ambiente.

Muitas pessoas utilizaram os seus parques locais pela primeira vez durante o confinamento e à medida que as restrições foram aliviadas, os parques tornaram-se mais movimentados do que alguma vez tinham sido anteriormente. A pandemia não só mudou para sempre a relação entre as pessoas e os seus parques locais, como também sublinhou os múltiplos e comprovados benefícios que estes espaços proporcionam para a saúde e o bem-estar, bem como para o ambiente.

Matthew Bradbury
Presidente - Parks Alliance,

Caminhos claros, Espaços Mais Seguros

Inaugurado em 1869, Finsbury Park é um marco de Londres, com mais de 100 hectares de terreno aberto, jardins formais e elementos aquáticos que proporcionam um espaço verde vital a norte do rio Tamisa. Desde 2005, os investimentos acrescentaram instalações desportivas modernas, incluindo campos de futebol, um bowling verde e um estádio de atletismo: é a casa da equipa de futebol americano London Blitz e da equipa de basebol London Mets.

Schréder bollards light Finsbury Park in London to assure a safe passage and protect the local wildlife in the pond

Todas estas atividades, mais o seu papel central na rede de ciclovias local, significa que tem muito uso após o anoitecer. A Schréder trabalhou com a gestão do parque, o Haringey Council, , para instalar 43 Bollards Pharos LED  ao longo de percursos pedestres e em redor da área da lagoa. A iluminação funciona simultaneamente como uma caraterística arquitetónica e promove uma atmosfera segura a uma escala idealmente adequada para peões e ciclistas. E o estilo assimétrico remove a poluição luminosa, mantendo os caminhos iluminados sem derrame excessivo sobre o parque.
Esta era uma exigência crucial à volta da lagoa, onde o excesso de luz perturbaria a vida selvagem. Os Bollards são controlados pelo tempo, com sensores de luminosidade que atuam quando o nível de luz ambiente desce abaixo dos 35 lux.
 

Planeta mais quente, Parques mais procurados

As pessoas descobriram os seus parques locais durante a pandemia, e o seu significado na paisagem urbana só continuará a crescer. A longo prazo, mantê-los abertos em segurança após o anoitecer será cada vez mais importante.

Ao mesmo tempo que lidamos com a pandemia, estamos também a lidar com as alterações climáticas. Estamos a mudar para um clima mais quente e isso significa que as pessoas vão procurar mais a frescura da noite - por isso os parques são um espaço público ainda mais necessário à noite.

Leni Schwendinger - International Nighttime Design Initiative
Leni Schwendinger
Director - International Nighttime Design Initiative

À medida que as cidades reconhecem o valor dos parques como lugares para relaxar e fazer exercício após o anoitecer, acolher eventos e desfrutar 24 horas por dia, estão a ser criados novos lugares - a iluminação pode ajudar a defini-los.