Sistemas Inteligentes, Futuros Brilhantes: Cidades à prova de futuro

Nicholas Church - Schréder Global Business Development Manager - Smart Cities
Nicholas Church
Global Business Development Manager - Smart Cities

As cidades de todo o mundo estão a aproveitar o poder dos dados a grande escala, da IA e da Internet das Coisas (IoT) para melhorar tudo, desde os trajetos dos autocarros até à recolha de lixo. A iluminação não deve ser deixada de fora - com sistemas de controlo inteligentes, as cidades podem criar paisagens seguras com um ambiente acolhedor, bem como assumir um melhor controlo da sua rede de iluminação para utilizar os recursos de forma eficiente.

Aqui, como em tudo o que fazemos, a consulta aos nossos clientes é central. Algumas cidades querem uma transformação completa: O Owlet IoT, o nosso sistema de telegestão, permite uma melhor gestão de ativos, antecipando a manutenção, conduzindo à poupança de energia e utilizando sensores para adaptar os níveis de iluminação em tempo real. Tomemos como exemplo uma área desportiva - quando um jogo está a acontecer, é necessária a iluminação total dos parques de estacionamento, das estações, vias de aproximação, do próprio estádio e de toda a área que o rodeia. O resto do tempo, um nível de iluminação inferior é suficiente para manter as ruas seguras sem perturbar os residentes ou a vida selvagem.

Um Sistema Aberto é uma consideração fundamental para muitos projetistas urbanos que pensam no futuro: O Owlet é totalmente interoperável e pode ser integrado com outros sistemas CMS através do nosso API TALQ2. O mesmo vale para os módulos de iluminação - as nossas luminárias têm nós NEMA e Zhaga incorporados. As luminárias IZYLUM e FLEXIA estão entre as primeiras a receber a certificação Zhaga-D4i: esta nova certificação promove sistemas abertos e interoperáveis. Tudo isto permite-nos trabalhar com diferentes atores de hardware na indústria para transformar as visões das cidades em realidade. Tal como a interoperabilidade abriu um mundo de possibilidades nas tecnologias de computação e de smartphones, esforçamo-nos por fazer o mesmo com os sistemas de iluminação IoT.

Criar uma sensação de segurança para o público depende de uma série de fatores. O nível de luz necessário para se sentir seguro num parque é muito diferente do exigido numa estrada principal e no ambiente urbano, isso significa encontrar uma solução de iluminação que se possa adaptar. Significa também assegurar-se de que a iluminação proporciona uma restituição cristalina e mostra a cor com precisão, especialmente em áreas onde o CCTV e o reconhecimento facial podem estar em causa.

 

Uma Jóia Inteligente na Cidade de Diamantes

A cidade portuária belga de Antuérpia tem uma longa história de inovação, e as autoridades estão a desenvolvê-la com a Slimme Zone, ou Antuérpia Smart Zone. Localizada em Sint-Andries, um bairro densamente povoado, com ruas estreitas, lojas e cafés movimentados e poucos lugares de estacionamento, o projeto piloto visa ver como as tecnologias, sensores e câmaras inteligentes podem melhorar a vida dos residentes.

É um excelente local para experimentar coisas novas - Christoffel Plantijn, um famoso inovador do século XVI mudou o mundo na sua oficina, desenvolvendo uma das mais importantes gráficas da história.
 

"Para nós, Plantijn é um exemplo eloquente de como pretendemos enfrentar a inovação em Antuérpia: reunir cidadãos, cientistas, empresas e autoridades locais para analisar os desafios sociais e trabalhar para encontrar soluções", afirmou Annik Schouteden, gestor de inovação e tecnologia da cidade de Antuérpia.

A Schréder orgulha-se de ser uma dessas empresas e trabalhámos com a cidade, a imec City of Things, a Nokia Bell Labs e outras para desenvolver soluções de iluminação inteligentes à medida para o local. Este projeto inclui três partes principais. A primeira é a iluminação que é ativada automaticamente com base em observações de sensores de movimento e câmaras. E a segunda são postes de luz que funcionam como estações meteorológicas com sinais luminosos codificados por cores para avisar da aproximação de chuvas ou queda de neve. E a terceira é um sistema para desencorajar o ruído noturno, aumentando a intensidade da luz sempre que os sensores de som detetam níveis de ruído mais altos.

Smart lighting system with sound detectors adapts light levels in real-time to players can play in safety and comfort

A área tem também um campo de basquetebol onde as luminárias foram equipadas com sensores de movimento e som que respondem ao início e ao fim do jogo, de modo a que os níveis máximos de luz só sejam utilizados enquanto o jogo está em curso. Também tivemos em conta as preocupações com os sistemas inteligentes, incluindo o envio de dados para a nuvem e o atraso nas respostas do sistema - ambas estas questões foram resolvidas através do processamento local de dados.

 

Tráfego intenso, Luzes mais leves

empresa de serviços públicos EKZ de Zurique pretendia uma solução que adaptasse os níveis de iluminação com base na densidade do tráfego, em vez da simples presença de um único veículo. Com a Schréder, decidiram realizar um projeto piloto de um ano num troço de 1 quilómetro numa estrada principal da cidade suíça de Urdorf.
Em conjunto, instalámos um novo sistema de iluminação que garantiu a segurança dos residentes, protegendo simultaneamente a vida selvagem local e reduzindo o consumo de energia. Uma luminária foi equipada com um sensor ótico que capta dados relativos à densidade de tráfego e envia para um sistema de controlo Owlet.

Smart lighting system adapts the lighting levels according to traffic density in Urdorf, reducing energy consumption and protecting the local wildlife

Os dados são então convertidos em comandos para as 27 luminárias ao longo da faixa de rodagem - todas elas podem ser controladas individualmente. A luz muda impercetivelmente e não prejudica os condutores ou residentes durante os testes. Dependendo da densidade de tráfego, os níveis de iluminação variam entre 40% e 100%.

A Câmara Municipal e os residentes saudaram o sucesso do projeto um ano após o seu lançamento: a poupança de energia ascendeu a mais de 30%. A iluminação máxima só funcionou durante uma hora de manhã e três à noite, o que significa que o resto do tempo os níveis de iluminação foram otimizados para ajudar os ecossistemas naturais a florescer.

O projeto não foi apenas popular entre os locais, foi também distinguido com o Watt d'Or, um prestigiado prémio anual concedido pelo Gabinete Federal Suíço de Energia a projetos que beneficiam a sociedade. A Schréder Swiss, em colaboração com a EKZ, foi distinguida com o Watt d'Or, em janeiro de 2018, na categoria de Tecnologia Energética, pela escala de poupança energética alcançada. Desde então, instalámos o sistema em três cantões de Basileia e estamos ansiosos por ajudar mais aldeias, cidades e regiões de todo o mundo a construir a sua própria versão personalizada de um sistema de iluminação inteligente, seguro e energeticamente eficiente.

 

Novo Mundo, Sistemas Inteligentes

Tal como a interoperabilidade abriu um mundo de possibilidades nas tecnologias de computação e de smartphones, estamos a fazer o mesmo com os sistemas de iluminação da Internet das coisas. Em Antuérpia e Urdorf, ouvimos as necessidades dos clientes, olhámos para a fotografia e considerámos cuidadosamente quais os aspetos da iluminação inteligente que seriam mais úteis para eles.

Acrescentar sistemas inteligentes pode ser tão pouco como mudar apenas os sistemas de controlo das luminárias existentes, ou uma revisão total das estruturas existentes - depende do que as pessoas, os espaços e o ambiente precisam. É um salto quântico de ligar/desligar para iluminação inteligente, com calor, tom, intensidade e inúmeros outros fatores controlados remotamente, por sensores ou uma combinação de ambos. São infinitas as possibilidades - possibilidades que nós na Schréder podemos ajudar a tirar o máximo partido.

 

Sobre o escritor

Apaixonado pela construção de um futuro sustentável, Nicholas juntou-se à Schréder Hyperion, o nosso Centro de Excelência Smart City, quando abriu em 2019, em Lisboa. Está focado no desenvolvimento de um sistema de controlo de iluminação exterior que oferece ajuda às cidades na construção de sistemas de iluminação à prova de futuro para projetos urbanos inteligentes. Hoje preside ao grupo de trabalho de marketing da UCIFI, que tem como objetivo apoiar e fazer crescer a aliança UCIFI que pretende quebrar as barreiras no sentido de tornar as tecnologias smart city mais abertas. Nicholas estudou Engenharia Civil no Imperial College London, fez um Erasmus em França e está agora baseado em Portugal.

Siga Nicholas no LinkedIn