Um inovador projeto-piloto de iluminação inteligente em Bois de la Cambre, Bruxelas

A iluminação pública de Bruxelas está atualmente programada para ligar do anoitecer ao amanhecer de acordo com o calendário solar, tendo em conta vários parâmetros tais como a estação do ano e a localização das luminárias. Com base nesta informação, o sistema programa uma redução dos níveis de iluminação em certas alturas da noite.



Em direção à Cidade Inteligente do Futuro

Durante 3 meses no início de 2021, Sibelga que gere a iluminação pública da cidade e a Schréder testaram um sistema inovador de iluminação pública inteligente ao longo do Bois de la Cambre, um grande parque urbano no sul de Bruxelas.  

Esta área é um local ideal para testar a iluminação inteligente sendo uma das principais artérias que conduzem à cidade ao longo deste parque que também é muito popular entre os residentes, o que significa que o tráfego pode ser muito intenso, com carros, ciclistas e peões a utilizar a estrada. Além disso, como esta área verde é rica em biodiversidade, também fazia todo o sentido minimizar qualquer poluição luminosa.

Bois de la Cambre - Bruxelles - CITEA dimming 50%

De 1 de Fevereiro a 29 de abril, o fluxo luminoso de 72 luminárias LED CITEA NG que cobrem a estrada e o parque já não foi adaptado de acordo com o calendário pré-definido, mas com base em dados recolhidos em tempo real. Estes dados não foram captados por sensores instalados nas luminárias, mas através de bases de dados online na Internet.

Foram recolhidos três tipos de dados: 

  • tempo;
  • tráfego;
  • localização das passagens de peões.

Os dados provenientes das bases de dados permitiram ao sistema Schréder EXEDRA calcular os níveis ótimos de iluminação de cada ponto de luz e, se necessário, adaptar a luz de 15 em 15 minutos às condições em tempo real. A emissão de luz foi adaptada de acordo com 3 níveis diferentes (100%, 75%, 50%) para manter os padrões de iluminação necessários para a cidade. 

Especificamente, o nível de iluminação foi automaticamente reduzido quando a densidade de tráfego era baixa e as condições meteorológicas eram boas. Se chovesse ou se houvesse ventos fortes (que podiam espalhar ramos para a estrada), o nível de iluminação não diminuía.

Bois de la Cambre - Bruxelles - CITEA dimming 50%

As luminárias nas passagens pedonais não foram envolvidas no projeto-piloto para manter os níveis de iluminação a 100% em todos os momentos e garantir a segurança.  

Bois de la Cambre - Bruxelles - CITEA dimming 100%

A nossa missão é apoiar cidades grandes e pequenas, desenvolvendo sistemas de controlo fáceis de usar que aproveitem todo o potencial da tecnologia para melhor servir os cidadãos. Queremos que as nossas soluções inteligentes de iluminação gerem ainda mais poupança de energia, preservando ao mesmo tempo a natureza e o céu noturno, bem como garantindo a segurança e o conforto nas nossas cidades.

Nicolas Keutgen
Chief Innovation Officer - Schréder

Mais poupança de energia e menos poluição luminosa, garantindo simultaneamente a segurança

Se compararmos a poupança de energia que teria sido conseguida diminuindo os níveis de luz em 50% todas as noites entre as 22h e as 5h com a poupança conseguida durante estes 3 meses de testes, podemos ver uma redução adicional de 13% na Avenue de Diane e de 17% na Avenue de la Belle Alliance.

Nesta base, e tendo em conta os vários horários de iluminação e condições climáticas ao longo do ano, estimamos que, durante um ano civil completo, este tipo de sistema poderia gerar um aumento de 10% na poupança de energia. Além disso, a redução da emissão de fluxo permitiu também minimizar qualquer poluição luminosa, sem impacto na segurança ou conforto das pessoas que utilizam a estrada.  

Graças a este projeto-piloto, a Sibelga e a Schréder demonstraram que um sistema de iluminação pública adaptável pode: 

  • assegurar um nível ótimo de conforto e segurança para os utilizadores (peões e condutores); 
  • reduzir a poluição luminosa e preservar o ambiente;
  • reduzir o consumo de energia elétrica.
Bois de la Cambre - Bruxelles - CITEA

Este projeto-piloto abre novas perspetivas para explorar plenamente o potencial dos sistemas de iluminação inteligentes já em fase de lançamento em Bruxelas. De facto, um sistema de iluminação adaptativo poderia ser particularmente interessante para áreas onde o volume de tráfego varia substancialmente e é difícil de prever. Por exemplo, em torno de grandes centros desportivos ou culturais, tais como o estádio King Baudouin, Forest National ou o Estádio Heysel. Também permitiria uma melhor gestão da iluminação pública durante períodos específicos, tais como o recolher obrigatório da COVID, que vivemos este ano.

Este é o primeiro ensaio deste tipo na Bélgica e estamos orgulhosos de o ter feito em Bruxelas, em colaboração com a Schréder e a Cidade de Bruxelas. Esta é uma verdadeira oportunidade para preparar a cidade inteligente do futuro e explorar o potencial das novas tecnologias de iluminação inteligente. E isto, claro, para o benefício de todos os cidadãos em Bruxelas.

Bénédicte COLLARD - Responsable Eclairage Public de Sibelga
Bénédicte Collard
Public Lighting Manager - Sibelga