1958 - 1907

A explorar a energia desde o início do séc. XX

1958-schreder_005.jpg

1958

Feira Mundial de Bruxelas: Dada a sua experiência em trabalhar com alumínio, a Schréder é chamada a polir o aclamado Atomium de Bruxelas, desempenhando um papel fundamental na criação da estrutura para a Feira Mundial, a chamada Expo 58.

1956

A Schréder iluminação, à altura Construções Elétricas Schréder inicia a sua atividade em Portugal.

xx

1953

Primeiro laboratório a nível mundial com um refletómetro de dois ângulos que permite à Schréder medir as caraterísticas das superfícies das estradas de modo a distribuir a luz da forma mais eficiente possível. Isto fez da Schréder uma pioneira nos cálculos de iluminação de luminância.

xx

1951

França: A primeira expansão da Schréder fora da Bélgica e o ano em que desenvolve a icónica luminária da gama PQ com refletores de alumínio eletropolido

xx

1933

Bélgica: A Schréder lança a sua filial de iluminação industrial nos arredores de Liège, o centro histórico da revolução industrial da Europa e que já foi palco de múltiplos gigantes do aço e do carvão.

xx

1923

Bélgica: A Schréder desenvolve uma série de tecnologias eletrónicas, incluindo caixas e quadros eletrónicos.

xx

1907

Bélgica: Oficinas de Jules Schréder and Co. fundados no meio da primeira revolução industrial.